Skip links

Orientações sobre excesso de cirurgias plásticas.

Como médica especialista em cirurgia plástica e profissional atuante na área, defendo que todo excesso é prejudicial à saúde e, com a beleza, não seria diferente! Acredito que uma cirurgia plástica deva ser feita para corrigir um aspecto ou alteração que incomoda de fato e, com isso, elevar a autoestima da pessoa, mas não apenas para satisfazer a procura incessante pela estética. A busca pela perfeição, aliás, pode se tornar uma obsessão e atingir proporções impensáveis para alguns. Muito almejamos afinar ou arrebitar o nariz, aumentar ou reduzir os seios, acabar com as marquinhas de expressão, mas o exagero surge quando o que deveria significar a melhoria da qualidade devida torna-se, justamente, o oposto. O mundo está cheio de exemplos de pessoas – famosas e desconhecidas – marcadas pelos excessos de cirurgias. Pessoas que perderam a sua identidade única e o senso estético, muitas vezes, sem receber a devida orientação profissional sobre isso. O Brasil é líder mundial em cirurgias plásticas, segundo a Sociedade Internacional de Cirurgia Plástica Estética (ISAPS) e, com isso, é extremamente importante falar sobre a dismorfofobia, também chamada de transtorno dismórfico corporal (TDC), um distúrbio psicológico que tem como característica uma preocupação excessiva com algum defeito inexistente na aparência física da pessoa que sofre com a doença. Geralmente, essa condição se desenvolve na fase da #adolescência, tanto nos meninos, quanto nas meninas, podendo estar relacionado às várias fases de transformações que ocorrem no organismo nesse período, mas o transtorno também pode acometer adultos, especialmente as mulheres. Da parte dos pacientes, é preciso ter consciência e procurar a opinião de médicos cirurgiões especialistas e membros da Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica (SBCP) e, por parte dos profissionais, ética para dizer NÃO, quando um procedimento significa ultrapassar os limites do aceitável.

Não fique com dúvidas! Informe-se pelo telefone: (15) 3229-0209 ou WhatsApp: (15) 98178- 8887.

Return to top of page