Skip links

Tipos e cuidados com a cicatriz na mama

Neste post, quero conversar sobre as principais dúvidas em relação à cicatriz nas mamas, onde são feitas as incisões e como ficarão as linhas na pele com o passar do tempo:

Há alguns tipos de incisões que podem ser feitas, de acordo com o tipo de cirurgia e as necessidades de cada paciente. As três que eu mais realizo na minha rotina são:

  •  Cicatriz periareolar: é circular e feita em volta da aréola. Por meio dela, é que se realiza o reposicionamento do conjunto aréola e mamilo.
  • Cicatriz periareolar + L: conforme a medida do caimento e grau de flacidez dos seios, é preciso fazer mais de uma incisão, ou seja, uma vertical e outra unilateral, no sulco mamário. Esta utilizamos quando há um grau de queda não tão severo.
  • Cicatriz periareolar + T invertido: é uma incisão que acompanha todo o contorno inferior no sulco mamário. Elas são utilizadas em mamas com um grau de queda maior.

Todas as incisões são feitas de forma a deixar a menor marca possível, mas nem sempre conseguimos poupar cicatrizes. Todas demandam cuidados preventivos às chamadas cicatrizes antiestéticas.

  •  Cola cirúrgica – método mais moderno e eficiente no auxílio do fechamento das incisões, que utilizo como rotina. ⚪️ Gel silicone (pomadinha) – lubrifica o local e auxilia na cicatrização. Em alguns casos, pode-se utilizar a fita de gel de silicone. ⚪️ Hidratação – ajuda no processo regenerativo da pele.
  • Não se expor ao sol – evitando o escurecimento da cicatriz pela pigmentação.
  • Uso da malha pós-cirúrgica – auxilia na sustentação das mamas, evitando tensão excessiva nas incisões.

Importante destacar que as cicatrizes antiestéticas podem aparecer mesmo com o tratamento preventivo, pois estão muito relacionadas com fatores genéticos da pele da paciente.

Para mais informações, entre em contato conosco: (15) 3229-0209 ou, se preferir, envie um WhatsApp: (15) 98135-7118.

Return to top of page